Nova perspectiva sobre as favelas — potente, criativa e solidária

É assim que Luiz Henrique do Nascimento define as favelas. Ele é o coordenador do Observatório de Favelas e da Escola Popular de Comunicação Crítica, iniciativas cariocas que querem mudar o paradigma dos jovens das favelas brasileiras: de pobres e violentos para potentes e criativos.

O Observatório de Favelas é uma organização social que elabora novas políticas focadas nas favelas e em questões urbanas. Criado em 2001, a organização tem 5 áreas de atuação: política, direitos humanos, cultura, comunicação e educação. Um de seus projetos é a Escola Popular de Comunicação Criativa (@espocc), que oferece cursos de Publicidade para moradores de favelas pela abordagem da inovação social. O principal curso se chama Propaganda Afirmativa, baseado em novos valores de comunicação e sustentabilidade, que ajuda a estabelecer novas formas de representações dos jovens de favela na mídia.

Dinho, também é do Rio de Janeiro, e já criou vários projetos para promover a inovação social para os jovens de favelas. Um deles foi o TedxMaré, o primeiro evento do Tedx dentro de uma favela. E a "Universidade da Correria", um curso online sobre empreendedorismo para jovens de baixa renda, ajudando-os a criarem novos negócios e startups nas favelas. Dinho no Seminário Social Good no Brasil, no dia 24 de Setembro.

Luis Henrique Nascimento e Dinho são exemplos de jovens líderes que estão desenvolvendo novas formas de pensar e entender as favelas de dentro das próprias favelas e, principalmente, de forma propositiva. Eles estão criando mudanças e promovendo novas experiências na esfera da inovação social. Os dois foram palestrantes no Seminário Social Good Brasil, que aconteceu na semana passada em São Paulo, simultâneamente com o Social Good Summit em Nova Iorque.

Foto: Dinho no Seminário Social Good no Brasil, no dia 24 de Setembro.

Add new comment

Filtered HTML

  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Allowed HTML tags: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Lines and paragraphs break automatically.

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.