Gerando recursos para programas que transformam a realidade social no Brasil

Andréa Azambuja, Coordenadora da Rede em Rio de Janeiro
Rio de Janeiro, 8 outubro 2015

No Brasil – e, felizmente, ao que tudo indica, é uma tendência mundial – a cada dia parece aumentar a mobilização de cidadãos determinados a botar a mão na massa e impactar a sociedade positivamente. Em geral, coletivos, ONGs e associações independentes são impulsionados pela abnegação e pelo trabalho incansável de gente que sabe bem como resolver os problemas da área em que atua, mas que também precisa de suporte para conseguir aprimorar a sustentabilidade financeira dos projetos e evoluir.

É aí que entra a Brazil Foundation, organização não-governamental sem fins lucrativos com sede no Rio de Janeiro que seleciona empreendimentos de pequeno e médio porte da sociedade civil, investe em suas ações e amplia seus resultados, fortalecendo uma rede de promoção de igualdade, justiça e oportunidades. Isso se dá com o fomento e injeção de recursos monetários – doações de pessoas físicas e jurídicas nacionais e nos EUA – e com uma intervenção técnica de conhecimentos em gestão e estratégias de mercado para tirar os beneficiários do "piloto automático", estimular o protagonismo e ajudar comunidades a tomarem as rédeas de seu próprio desenvolvimento.

O trabalho da Brazil Foundation começa com uma seleção anual – por meio de edital – de iniciativas que proponham soluções criativas para desafios enfrentados em todo o país nas áreas de Educação, Saúde, Direitos Humanos, Cidadania e Cultura. Para serem válidas, as propostas inscritas devem ser inovadoras, ter metodologia clara e eficaz, apoio local e potencial para influenciar políticas públicas. Os pré-requisitos são investigados de perto por analistas, que visitam cada um dos requerentes, conferem sua legitimidade e mesuram qualitativa e quantitativamente seus frutos, projetando passos futuros.

Após selecionados, ao longo de um ano, os apadrinhados recebem suporte financeiro, e dois representantes (líderes-gestores) participam de uma capacitação completa em gerenciamento, que começa por um estudo de contexto e pela coleta e pela análise de dados, e segue para planejamento estratégico, planto orçamentário e desenho de metas, entre outros – todos com a finalidade do fortalecimento institucional, da superação de obstáculos e da expansão. Durante o período, a atuação das organizações é monitorada, discutida, reavaliada e aprimorada, com assistência remota e visitas in loco.

Além de capitalizar e administrar seus fundos de maneira autônoma, com a Doação Recomendada, a Brazil Foundation também serve de intermediadora entre investidores sociais que queiram financiar grupos específicos e esses beneficiários. O doador indica um programa para apoio, e a fundação verifica, garante seu caráter não-governamental sem fins-lucrativos, investiga como o montante será utilizado, determina se a entidade está apta a receber o incentivo, ratifica o parecer e faz a transferência da verba; se desejado, os serviços de monitoramento e avaliação também podem ser solicitados. Nesse esquema, já foram assessoradas empresas como Inter-American Foundation, VALE e Furnas.

A Brazil Foundation conta ainda com um Banco de Projetos, que reúne detalhes das associações auxiliadas, seus perfis institucionais, frentes de atuação, estatísticas e impactos, uma ferramenta a mais para recrutar patrocinadores. Com este histórico, os doadores têm uma visão clara e quantificada dos efeitos positivos do capital aplicado, ficam mais seguros de que o dinheiro está chegando no destino certo e ainda podem direcionar sua ajuda por área temática e/ou localização geográfica.

Desde 2000, a Brazil Foundation já arrecadou mais de 30 milhões de dólares, direcionados a mais de 400 projetos – como Ação Solidária Contra o Câncer Infantil, Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú e Associação de e para Cegos do Pará – todos, hoje, não só guiados por paixão e devoção, mas por estatísticas, estratégia e planos de crescimento.

Foto: Um dos beneficiários, a Agência de Desenvolvimento Local do Vale do Médio Curú, que investe no potencial da agricultura familiar para o desenvolvimento socioeconômico no semiárido. Créditos: ChangeMakers.

Permalink to this discussion: http://urb.im/c1510
Permalink to this post: http://urb.im/ca1510rjp